Nossos equipamentos para camping: o que levar

Olá amigos e amigas da estrada! Resolvemos dar uma pausa nos relatos de camping na serra para dividir com vocês a apresentação de alguns equipamentos que adquirimos para levar para a Patagônia. A grande maioria deles já foi testada em Gramado, nosso último camping – relato aqui na semana que vem.

Sabemos que existe uma variedade de equipamentos dos mais diversos tipos, qualidades e preços e que estamos conhecendo apenas uma parte desta variedade, então, considerem que as nossas futuras impressões sobre estes equipamentos serão totalmente baseadas em nossa experiência pessoal e nas nossas necessidades. Se preferirem, deixem nos comentários aqui ou nas nossas redes sociais quais equipamentos vocês preferem ou recomendam para acampar no frio.

 

ITENS DE PRIMEIRA IMPORTÂNCIA

Os primeiros itens que consideramos fundamentais compõem a tríade que vai nos abrigar do frio como um todo: a barraca, os isolantes térmicos e os sacos de dormir.

A nossa barraca vocês já conhecem, é uma Nepal da Azteq para 2 pessoas. Até agora ela atendeu às nossas necessidades, ela é leve, prática de montar e desmontar, e tem sobreteto para proteger da chuva e da umidade, além de espaços internos nas duas portas para armazenas objetos.

No começo, tínhamos dois sacos de dormir, um de inverno e outro de verão. O de inverno, um Super Pluma da Trilhas e Rumos é muito bom para baixas temperaturas (limite 0°C), porém, é muito volumoso, comprometendo grande parte do espaço da bagagem. Decidimos, então, manter o saco de dormir de verão que já tínhamos, um Dreamlite 500 da Deuter, que oferece eficácia de conforto para +13°C (2,20 m de comprimento) e adquirimos o Micron X-Lite da Nautika, que protege do frio em temperaturas entre 5°C e 8°C (2,15 m de comprimento). Ambos são em formato sarcófago e preenchidos com poliéster, bastante confortáveis.

Dreamlite 500 Deuter Temperatura conforto para +13°C 2,20 m de comprimento

Micron X-Lite Nautika Temperatura conforto entre 5°C e 8°C 2,15 m de comprimento

Já usávamos o isolante térmico de EVA e um inflável da Camp, que tem câmaras longitudinais e pesam 315 g (180x45x2,5 cm aberto). Agora adquirimos o isolante inflável Ultralight Mummy da Naturehike, com câmaras divididas em várias células, pesa 390 g (193x57x3 cm aberto).

Isolante térmico inflável Camp.
Isolante térmico inflável Ultralight Mummy da Naturehike

 

KIT COZINHA

Sentimos a necessidade de melhorar a parte da alimentação, fazendo um upgrade no nosso kit cozinha. Antes usávamos uma panelinha improvisada para cozinhar e comer, junto com o cantil de água. Agora, compramos o kit com 8 peças da Guepardo, para 2 pessoas.
O kit é composto por:
01 panela – 1,5 l
01 frigideira – 600 ml
02 pratos – 270 ml
02 canecas – 200 ml
01 cabo destacável
01 tampa

 

 

OUTROS ACESSÓRIOS

Travesseiros infláveis
Já usávamos o travesseiro inflável Smart da Guepardo. Feito em PVC, é impermeável e pesa 115 g (32,5x47x5cm). Recentemente compramos a Air Basic da Quechua, não encontramos informações sobre o material com que ele foi feito, apenas as dimensões, 27x37x10 cm.

 

Travesseiro inflável Air Basic da Quechua.
Sleeping Bag Liners

Resolvemos testar essa novidade, pelo menos para nós, os sleeping bag liners Thermolite Reactor Extreme da Sea To Summit. Esses liners servem para complementar o saco de dormir em temperaturas baixas, pois ele oferece um acréscimo de +15°C de temperatura.  Tem o formato sarcófago, como os sacos de dormir, feito em 100% poliéster.

Mochila de hidratação
Esta mochila já utilizamos desde a nossa viagem para o Atacama, porém, trocamos o refil para um da Invictus, com capacidade de 3 l (um compartimento de 2 l para água e outro de 1 l para energéticos ou outro líquido de preferência).

Mangueira com mecanismo seguro de abertura para o fluxo de água.
Mochila para câmera
Neste projeto às vezes a tarefa de fotografar vem com desafios, como por exemplo, obter imagens da moto em movimento, na garupa ou fora dela. Pensando na praticidade na hora de produzir fotos durante as viagens, decidimos adquirir uma mochila para colocar a câmera, as lentes e os demais acessórios de fotografia. Esta aqui é bem simples, made in China. Mas é bem prática, cabe a câmera, a lente do kit (18-55mm), nos compartimentos dá para guardar as tampas da lente e do sensor, os cartões SD e as baterias.

Termômetro
Pensamos que seria interessante também registrar o horário e a temperatura que vamos enfrentar nos próximos campings, então encontramos este relógio termômetro digital MT-220 Minipa. Ele registra a temperatura interna e tem um sensor com cabo de extensão que capta a temperatura externa.
Por enquanto é o que conseguimos para nos preparar para um bom camping em um lugar frio. Como dissemos anteriormente, a maioria deles já foi testada em Gramado nos dias 21 e 22 de julho, nosso último camping. Foi uma noite que fez 2°C, será que eles deram conta do recado? Daqui a alguns dias vocês saberão como foi.
Abraços e pé na estrada!

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *